Reflexão sobre o Natal

Imagem: Banco Alimentar contra a Fome

     O Natal nunca é igual, porque não tem as mesmas conversas. Às vezes vamos a casa da minha avó da parte da minha Mãe e outras vezes a casa da avó da parte do meu Pai.

     O Espírito de Natal consiste em dar e receber. Adivinha: Quem é que gosta mais de dar, mas não gosta de receber? 

 Resposta:  

  

    A minha Mãe é voluntária do Banco Alimentar e eu, este ano, no veráo, também participei. As pessoas traziam, em camiões, grandes caixas, com sacos de compras e, lá dentro, comida variada. Estive no Banco Alimentar subterrâneo cerca de duas horas. O meu trabalho era dividir a comida e pôr nas caixas de papelão certas.

     Eu estou a ajudar as pessoas e não estou a pensar no meu umbigo.

Miguel F,  5C

Print Friendly

Oficinas de Escrita 1 – Anagramas

     No dia um de Novembro, o primeiro minigrupo de Oficina de Escrita  reuniu-se pela primeira vez. Podemos publicar aqui o trabalho e o jogo que formos construindo, mas haverá sempre atividades mantidas em segredo para poderem ser partilhadas com outros curiosos dos labirintos da escrita.

     Estivemos a brincar com as palavras para nos apresentarmos e, sem querer, construímos anagramas.

Um anagrama – esta palavra vem do grego ana = “voltar” ou “repetir” + graphein = “escrever” –  significa uma combinação de letras diferente a partir de uma dada palavra ou a partir de  uma frase inteira, de modo a formar novas palavras ou até uma nova frase.

    Aqui fica o desafio: Por quem é constituído o nosso minigrupo?

Print Friendly