Transformando “Still Life and a Guitar” – Juan Gris

http://cadescrita.edublogs.orgImagem: “O Cão” gentileza da Autora

Este projeto consistiu em construir um imagem a partir de uma Imagem do Pintor Juan Gris.

OE – Quais foram as etapas do processo para esta criação?

Francisca e Prof Paula– Tínhamos um quadro para desconstruir, recortar e colar. Depois juntamos as peças para uma nova criação.

Francisca – Colamos as peças.

 OE – Qual era o Quadro?

 Francisca e Prof Paula – “Still Life with a Guitar” Foi transformado num cão chamado “Pipoca”

https://www.metmuseum.org/art/collection/search/489983

  Francisca – Este cão fugiu de casa. Entrou numa floresta e encontrou uma raposa pequenina que lhe ensinou Matemática.

  A raposinha ficou admirada com os olhos verdes do “Pipoca”. O seu pelo tinha o ar de uma guitarra. Nessa noite, dormiram na toca pequenina da raposa e conversaram um bocadinho sobre Juan Griz, um pintor que o “Pipoca” apreciava muito. E combinaram visitar uma exposição. Depois adormeceram ao luar que entrava pela toca.

Francisca P, 5A

Os Pequenos Visitantes da Oficina

    paz-nas-montanhas_katia

Imagem de Hakai oferecida à Oficina por Kátia da biblioteca do CAD

     Os alunos do 2º Ano que assim o desejam, participam em inúmeras atividades criativas na Biblioteca do CAD, às Quintas feiras ao fim da manhã, sob a responsabilidade de Kátia Souza. Como passam diante da Oficina durante o nosso intervalo de 30 minutos, acabaram por se tornar visitantes habituais, que vêm enriquecer este espaço dedicado à escrita com o seu inesgotável entusiasmo pelo que aprendem na Biblioteca e pela sua singular ternura. 

     Hoje temos connosco três convidados do 2º ano que trouxeram, para  pintar, uma peça de barro, estiveram a criar colagens em mini envelopes, a folhear livros de Arte para crianças e a conversar. São eles Tomás, Vitória e Madalena.

     Projetos da Madalena:

     – Vou estar em Porto Rico com a  minha Mãe nos  meus anos e vai ser uma grande aventura! Estou a pedir esta viagem à minha mãe há anos.

     Projetos doTomás:

     – Gostava de ser um artista, gostava de ser cantor, tipo Ariana Grande. Gosto de imitar projetos de outros pintores. Alguns dos meus pintores favoritos: Vicent Van Gogh. Roy Lichenstein e Monet. Gostava de pintar agora “O Quarto” de Van Gogh.

     MadalenaÉ que, nas Artes, com a professora Clara, estamos a fazer desenhos de pintores.

     Projetos da Vitória:

     – Quando for mais velha, gostava de ser veterinária. O que me atrai é tocar nos  pelos dos animais que são fofinhos. Gosto muito de pinguins.

     Estou a imitar um quadro de René Magritte: mostra  uma pessoa que passa por um sítio e vai para outro. Acho que o quadro tem várias cores e vê-se o campo!

OE – Obrigada pela vossa presença e felicidades na descoberta dos grandes Pintores!

Um Dia de Caça

DB-f8v

Imagem – Duc de Berry

     Num belo dia, o rei foi caçar com a sua escolta; o rei vestia um longo manto bordado com cruzes a representar a fé cristã; ia montado num cavalo com sela de lã vermelha, tal como toda a sua vestimenta.

     O Rei saiu do palácio, passou a cidade e foi caminhando até à sua floresta. Mal saíram da cidade, viram campos de searas, onde os pardais comiam sementes alegremente. À beira dos campos, via-se um grande lago de cor azul cristalina, imensamente transparente, via-se até ao fim do lago, os peixes que passavam por aquelas águas. De repente, vê-se passar duas vacas, a puxar uma carroça de trigo feita de uma madeira preciosa, de cor meio roxa, meio dourada.

     O rei e sua escolta voltavam da caça montados nos seus belíssimos cavalos, acompanhados por uma matilha de cães. Os nobres vinham com águias nas mãos, treinadas para caçar pardais e perdizes. Atrás dos reis, ao fundo, dois camponeses, com os seus chapéus de palha.

Rafael N, 6D

A Menina de Castigo

http://fora-da-estante.blogspot.pt/2011/10/menina-de-castigo.html

Imagem digitalizada do livro “Do Outro Lado do Quadro”

Lá  estava ela sentada na cadeira da sala de jantar.

Estava um bonito dia, o sol entrava pela janela… 

Tão bonito, o dia!

Aquele jardim parecia uma piscina de flores, com aquelas flores todas tão bonitas!

E ela, ela estava ali sentada, sempre a olhar pela porta, para ver se a mãe chegava.

A menina de castigo, farta de esperar.

Carolina B, 7B

Uma Lição de Desenho e Pintura

WIP Portrait
Photo Credit: Ramón Gutiérrez via Compfight

     A Ana Clara, no seu blogue Viva publicou um artigo em que inicia uma nova modalidade de ensino à distância com uma lição de desenho e pintura sobre a Tartaruga da Disney. Na minha qualidade de aluna da Clara, tentei pôr em prática as suas instruções.

   Tive dificuldade em controlar e fazer deslizar a cor: lápis caran d’ ache sobre papel cavalinho; não tenho intuição sobre a colocação de sombras e leves contornos que criam volumes: limitei-me a tentar imitar os originais. 

     1ª Etapa: apenas a forma geral 

     2ª Etapa: definir onde termina a carapaça, barbatanas, o meio do rosto, para situar os olhos e a boca.

crush_2_etapa

     3ª Etapa: formato dos olhos e da boca.  Detalhar o rosto, com o formato dos olhos e da boca.

crush_etapa_3

    4ª Etapa: Apagar linhas auxiliares, desenhar o interior dos olhos contornando-os de novo.  

etapa_4_crush

     5ª Etapa: Detalhar manchas e carapaça.

Etapa_5_crush

6ª Etapa: Pintar ao de leve.

etapa_6_crush

     7ª Etapa: Pormenores da pintura; contornos e sombras que dão volume. 

etapa_6b_crush

     8ª Etapa: os retoques finais.

etapa_7_crush_mini

     Claro que, no fim, a pergunta é: como hei-de melhorar? Espero a apreciação da minha Mestra.

Susan, um Destino

nighthawks_mafalda2

    Imagem Andrew Graham Dixon Archive

    Era uma vez uma menina chamada Susan: não tinha muito dinheiro e então teria de trabalhar num bar onde havia espetáculos. Estava numa noite de circo e apareceu um homem muito, muito mas mesmo muito rico, digamos que era mais do que bilionário, e disse:

     – Ó menina, dê-me um wiskhy!
     – Com certeza, chefe! – respondeu Susan, bem educada.
     Passado um bocado, o homem voltou com a mesma cara séria e pediu que o acompanhasse. Daí começaram a namorar e, mais tarde, casaram-se, mas porque não saiu ela do bar? Aí fica um pergunta sem resposta…

Imagem: Andrew Graham Dixon – Archive

Mafalda B 5B