Conversas na Oficina: Projetando o Estudo – Svetty

Choose Your Own Adventure

chiaralily via Compfight

     Avalio o meu desempenho, neste período, como suficiente. Mantive quase todas as médias, incluindo a média excelente a Inglês, mas desci a Matemática e a Português.

     Penso ter descido a Português porque os complementos são difíceis, há longos textos e interpretação para escrever e não consigo escrever muito, porque fico cansada.

     A Ciências não subi mais por falta de atenção nos testes, pois nas aulas estou com atenção. Mas nos testes quero fazer depressa, para poder esperar que toque e desenhar. Enquanto não desenho as minhas ideias, estou inquieta, sinto-me nervosa.

      Como estratégia, para melhorar, vou fazer os meus testes a duas velocidades: 1º rapidamente, depois, mais lentamente, para ver e corrigir o que já fiz. Não vou levar papelinhos de apoio para os testes de HGP, isso não é justo.

     Para subir a Português, vou agendar 5 etapas de estudo; vou ler o “Príncipe Nabo” e estudar as categorias do Texto Dramático.

    Para subir a HGP, também vou agendar etapas; depois leio por parágrafos, tapo o livro e repito por palavras próprias. Em seguida vou escrever apontamentos.

    Para que o ambiente na aula seja melhor, tenho o direito de pedir para não ser incomodada com pequenos ruídos feitos de propósito para me desconcentrar.

     Projetos de Arte para estas férias: Vou desenhar “A Guerra dos Balões de Água” em banda desenhada, um “Aquapark” e um Holmes Place” de SPA e lazer. Vou também escrever sobre “Aventuras de Crianças com Cauda”, que são bandas desenhadas sobre animais antropomórficos – na internet chamam-se “Furry”.

     Um bom momento deste período foi escrever com a Prof Inês.

Svetlana T, 5B

Print Friendly

Loguin

Wolves at Wolf Park INPygoscelis papua

   

 

 

 

 

 

       Até agora, o Loguin é um animal que junta um pinguim e um lobo. É pequeno, forte e um grande predador. Tem uma boca enorme, um focinho molhado e preto, uns olhos assustaores e umas orelhas redondas e felpudas. As patas são tal e qual as dos pinguins.

     Ele adora nadar e comer os maiores peixes possíveis e atrai as presas, sejam peixes ou ovelhas  com o seu olhar aberto. Os bebés são muito fofinhos e já sabem nadar e caçar assim que nascem; como já são fofos, são atraentes e usam essa técnica para caçar os outros animais.

     No futuro, os cientistas dizem que, se os seres humanos os aceitarem como animais de estimação, pode vir a ser mais inteligente do que o próprio ser humano: vão aprender a cozinhar, a ligar a televisão e o resto que o ser humano faz e fará.

      Ele não é rapaz ou rapariga, pode acasalar-se com outro ou não e pode ter filhos sozinho a partir dos 20 anos, por isso os cientistas ainda não sabem classificá-lo quanto ao ser sexuado.

     Os filhos, até aos dois anos, só se riem do que dizem, são uns verdadeiros mestres da comédia. Eles vivem até aos 70 anos de idade; aos 50 os filhos constroem casas parecidas com as dos seres humanos; com lã de ovelha fazem uma cama com 1,30 m de comprimento, que é o tamanho normal deles. Na sua morte, os filhos protegem a casa.

Afonso S, 5C

Images: Patrick Marioné via Compfight  Creative Commons License Max Goldberg via Compfight

Print Friendly