A Nova Aventura de Ulisses

    Fighting wolves

Creative Commons License Tambako The Jaguar via Compfight

     Ulisses foi obrigado a ir para a guerra e, a seguir a essa terrível guerra, estava todo magoado.

      Já que estava num país desconhecido, decidiu explorar esse local. Era todo escuro, com quase todas as árvores a cair.

     Ao tentar abanar as folhas para pedir ajuda, Ulisses não ficou com medo, continuou, até chegar a uma gruta cheia de lobos assustadores.

     Ulisses, ao ouvir o som de rachar das rochas que tapavam a entrada da gruta, fico um bocado assustado, mas pensou: “- Ganha coragem, Ulisses.”

      Então, pegou num pau que estava encostado a uma rocha e, com toda a sua energia, (com pouca, por causa da guerra) atacou-os. Um deles tinha muita força. Perante isso, Ulisses tentou ter ainda mais energia do que a que tinha gasto nos outros.

      Depois de derrotar os lobos, encontrou um Português loiro, de olhos azuis, chamado João, fora da gruta, pedindo ajuda.

      – Por favor, ajuda-me! – Pediu João.

      – Não consigo, estou muito fraco! – respondeu Ulisses, aflito.

      – Por…Fa…vor! – Vou tentar!

      Então, Ulisses foi a correr salvar o João dum ataque de águias.

     – Estás bem? – Perguntou Ulisses. 

      – Sim, obrigada!

      Então, a seguir desse imprevisto, Ulisses sentiu-se um herói!

4º TS de Português

Inês M, 6C

Print Friendly

O Reino da Mitologia

Centaur Mosaic discovered near the ancient Roman theater at Orange, France.  late 2nd century CE - early 3rd century CE
Creative Commons License Photo Credit: Mary Harrsch via Compfight

     A Mitologia é muito extensa e fala-nos desde os deuses, tais como Zeus e até  às mais pequenas criaturas, como os anões. Então vamos falar de algumas dessas lendas. 

      Para começar com o pé direito, vou começar com o Centauro. O Centauro era uma das criaturas mais conhecidas, devido à sua astúcia e inteligência. O Centauro era meio homem meio cavalo; era conhecido como excelente arqueiro; era considerado como um excelente professor, devido à sua inteligência. Por estas qualidades tornou-se uma das criaturas mais conhecidas.

Perfume jar (Aryballos) in the shape of a minotaur Greek made in Ionia 580-560 BCE Terracotta (1)
Creative Commons License Photo Credit: Mary Harrsch via Compfight

Agora vamos para o poderoso Minotauro. O Minotauro é um homem com cabeça de touro. A sua lenda conta que ele guardava um labirinto e, se alguém se atrevesse a entrar lá não sairia de lá vivo. Consigo levava uma grande machado de ferro para lutar com quem o desafiasse. Assim, este ocupa o segundo lugar dos mais conhecidos.

Le Jour ni l'Heure 1148 : Polyphème et les compagnons d'Ulysse, peintures en grisaille, c. 1820 ?, dét., de la villa Manzoni, demeure de famille d'Alessandro Manzoni, 1785-1872, Lecco, Lombardie, Italie, jeudi 11 août 2011, 16:34:28
Photo Credit: Renaud Camus via Compfight

     E eis o último dos mais conhecidos: o Ciclope. O Ciclope não tem mitologia certa, mas a mais conhecida lenda diz que os Ciclopes eram grandes pastores de ovelhas e eram dos seres mais temidos devido ao gosto horroroso de comerem homens. Digamos que comiam homens como uma criança come doces.

    Para concluir, estas e outras criaturas mitológicas hoje em dia têm diferentes graus de importância: sem a mitologia não existiriam jogos e filmes de que todos nós gostamos.

       A mitologia sempre foi um centro de inspiração para escritores, artistas, realizadores de cinema, entre outros, e, se pensarmos bem, dá-nos uma Cultura mais rica.

Rafael N 6D

Print Friendly