Futuro Vivo: Família, Solidariedade e Aventura

 areal onde está inscrito um cora ção imenso, mar azul ao fundo   Photo by Khadeeja Yasser on Unsplash 

     Um momento único na Páscoa 2018 foi estar com a minha família da parte do Pai, em Óbidos; no sábado de Páscoa, almocei com a minha Família paterna, e no Domingo de Páscoa, almocei com a Família do lado da Mãe. Estes momentos marcam-nos porque estamos em Família; daqui a alguns anos podem alguns membros ter morrido e sermos menos.

     O que mais gosto é de passar tempo com a minha Família, estar com as minhas primas. Gosto de ir para o Algarve no verão, porque os meus pais têm lá imensos amigos e os filhos deles são nossos amigos. Na Praínha, temos segurança, andamos todos juntos e fazemos imensas coisas!

      No CSV, já sei que vou para Inglaterra, New England! Fui sorteada por números. Vou de avião e, primeiro, aterro em Londres.

      A Solidariedade é ajudar os outros nos momentos precisos. Uma experiência vivida de solidariedade é Festa da Comunidade Educativa dos Colégios Amor de Deus, em que se ajudam as pessoas de outros países e pessoas que precisam, através do dinheiro recebido: nas atividades, no Sarau, quando se entra, tem de se pagar para ir ver; no sábado, numa sala da Pré, também fazem um bar que vende comidas, bebidas e rifas.

     Imagino o futuro do mundo muito mais avançado do que agora, vão-se inventando e teremos mais tecnologias, poderemos melhorar o ensino, diminuir a poluição.

     Podemos contribuir para um mundo melhor no sentido dos valores: as pessoas pensem melhor antes de agir; serem melhores enquanto pessoas; se, por exemplo, alguém está a falar e outro diz uma coisa má e começam a gritar… Em vez disso, podem falar normalmente. Com isto, acho que as pessoas podem ser também mais solidárias umas com as outras.

Carminho S, 6A

Mini-Aldeias E Campos pelo Mundo Inteiro

OSIRIS-REx Views the Earth During FlybyCreative Commons License NASA Goddard Space Flight Center via Compfight

          Um dia, ouvi a minha mãe a dizer que eu ia para o CISV. Fiquei tão contente que até dei um pulo!

     Chegou o dia de fazer a primeira mini aldeia: fizemos tantas coisas giras que não me apeteceu voltar para casa. Arranjei tantos amigos e os J.C. eram amigos de toda a gente e também super-divertidos! Gostei da Escola que era na praia Grande.

     Agora estou ansiosa pela próxima. Para se conseguir entrar no campo, tem de se fazer um Sorteio.

     Eu adorava ir para o Japão, mas este ano tive azar, porque não há campos no Japão; então, tomei outra decisão: Adorava ir para a Índia, para conhecer sítios e pessoas diferentes.

     O meu Pai diz-me sempre que eu quero ir para o sítio mais longe de Portugal e eu digo sempre que, se calhar, não vou ter uma oportunidade tão grande como esta, por isso agora é para aproveitar!

     Qualquer dia, eu vou vou fazer uma viagem, mas se calhar não é para muito longe. 

     Então agora, que posso ir para a Índia durante um mês, vou ficar com saudades, mas vai valer a pena!

Carminho S, 6A

 

Aventuras de Barco

http://www.algarvehousing.net/portugal/ferragudo/Imagem: Ferragudo

     Este verão inesquecível, fiz uma viagem até ao Algarve com toda a minha Família e o barco ás costas. O barco ainda ia com a revisão por fazer.

      Achávamos que não ia ser muito complicado, até que, no dia em que fomos fazer a revisão a Faro, recebemos uma triste notícia: tinha uma pequena lesão no motor. O barco não passou na revisão, mas o meu Pai fez de tudo para nós navegarmos no alto mar. Passada uma semana, já estávamos a navegar lá em cima, felizes e contentes.

     O meu Pai decidiu ir buscar de barco a minha irmã e a minha prima, que vinham do CSVI, de autocarro: uma loucura! Paramos numa praia, no Ferragudo. Quando chegamos…

(Continua)

Carminho S, 6A

A Mãe é a Estrela do Universo

Valentine's RosesCreative Commons License tdlucas5000 via Compfight 

    Mãe, a Mãe é uma pessoa feliz, bem disposta e muito boa Mãe!

    Ajuda-me sempre, quando preciso. A Mãe é o meu braço direito: está sempre preparada para nos ajudar.

    A Mãe é uma pessoa com o coração cheio.

    Está sempre a pensar nos outros e também, continuamente, a planear presentes para mim e para as minhas irmãs. A Mãe ajuda os outros com muito gosto e amor: no Natal vamos sempre fazer cabazes para ajudar os que mais precisam. 

   Adoro a figura da Mãe na minha vida e, quando faz algumas coisas, lembro-me do meu Avô. A Mãe queria ser atriz ou jornalista, e o meu Avô sugeriu que, se fosse para Direito, tinha mais possibilidades de arranjar uma profissão que gostasse.  A Mãe é igual ao Avô: uma estrela muito brilhante.

     A Mãe é uma pessoa generosa: às vezes a Mãe trabalha muitas horas seguidas, sem comer e sem intervalos, para nos ter a todas nesta Escola que todas nós adoramos.

    A Mãe, quando se zanga connosco é porque nós precisamos. Eu tenho muita confiança  na Mãe. Quando estamos no Algarve, a Mãe dá-nos muita liberdade, apesar de termos horários.

     Gosto muito de passarmos tempo sozinhas, a Mãe e eu.

     A Mãe é uma colher cheia de açúcar: é uma pessoa muito doce para com os outros.

    Às vezes vamos para o Paredão, andar todos juntos, para crescermos bem e com saúde. Uma vez, descemos o rio Douro no nosso barco pequeno… Obrigada por tantas alegrias que nos oferece.

    Obrigada por me ajudar nos seus tempos livres. 

    Neste seu Dia, desejo-lhe uma taça cheia de  amor, felicidade e todas as coisas boas do mundo, para a Mãe continuar a ser a Estrela do Universo.

Carminho S, 5A

O Meu Pai, com a sua Coragem Enorme

     Subiendo al Pilatus Kulm

Creative Commons License Oscar Gende Villar via Compfight

     O meu Pai é musculado, forte, bem constituído e um grande amigo;  o seu rosto é oval e a pele clara como uma rosa branca. O seu nariz é ligeiramente curvo, a sua boca é sorridente como a luz do sol; os seus olhos castanhos mostram a sua lealdade para com os outros.

     No meu Pai, eu aprecio muito a sua coragem, faz tudo para que a nossa Família seja a melhor maravilha do mundo. No verão, o meu Pai vai, com todo o amor e carinho, comprar o nosso jantar, para crescermos com felicidade e com saúde.

    O meu Pai leva-me a jogar ténis: vai muito contente por me conseguir proporcionar esta atividade desportiva e por ter conseguido ensinar-me, educadamente, todas as coisas que eu sei até hoje.

      Eu adoro o meu Pai, porque ele ajuda-me em tudo o que preciso; por exemplo: pôs-me na explicação de Matemática, ajudou-me a comer à mesa, ensinou-me a nadar; fez com que eu começasse a falar melhor e muito mais ainda.

      Há dois anos, o meu Pai, com a sua coragem enorme, saltou de um teleférico de uma imensa altura, para ir buscar a minha irmã Isabelinha que ficou presa na entrada do Teleférico! O meu Pai mostrou-lhe o quanto gosta dela!

       Quando o meu Pai for velhinho, vou visitá-lo muitas vezes, para ele não pensar que eu me esqueci dele… E também vou dar-lhe muitos abraços, porque o meu Pai está sempre a queixar-se que eu nunca lhe dou abraços.

      Pai, neste seu Dia, desejo-lhe felicidade, amor, carinho e muitas outras maravilhas que o Pai sabe. Pai, agradeço-lhe muito por me ter dado a vida, por me proporcionar todas as maravilhas da minha vida. Também lhe agradeço toda a confiança que o Pai tem em mim e também lhe agradeço a liberdade que o Pai me dá. 

Carminho S, 5A