Bons Momentos das Férias

         Sonoda Umi

RICO Lee via Compfight

     Estas férias foram perfeitas.

     Fui ao Bouce, onde há Mata, futebol e basquetebol; fui a casa dos meus Avós; fui também ao Alentejo, onde fiz “a caça aos ovos”; também fiz “a caça aos ovos” em casa da minha avó, com as minhas primas.

     No Alentejo, os ovos estavam escondidos dentro da casa da minha avó, e lá fora, debaixo da relva, ao pé das árvores, no jardim. Em casa dos meus outros avós, os ovos estavam no quintal.

    Fui também a casa da avó do Francisco B onde estivemos a jogar Eta 5; neste jogo assaltamos carros, fazemos missões, como por exemplo: guiamos submarinos, andamos debaixo de água com um fato, procurar peças para consertar o submarino.

    Fui ao cinema com o Francisco B e com o João Francisco ver o filme “Super-Homem versus Batman”. O que apreciei mais neste filme foi ver o Super-Homem a lutar com um monstro.

     Espero que vocês também tenham tido umas férias felizes!

Manuel N, 6A

Peripécias da Páscoa

   aju_aver_o_parquet

   Imagem:Gentileza de  Aju-a-ver-o-parque

     Nas férias da Páscoa eu fui para o meu ATL: é muito divertido e um dos dias meus favoritos foi quando visitamos o Parque Marechal Carmona, em Cascais, para fazer uma “Caça aos Ovos”.

     Dividimo-nos em equipas e tínhamos de encontrar ovos e coelhos pequeninos. A equipa que conseguisse encontrar mais, ganhava. A minha equipa ficou em 2º lugar. Tínhamos muitos prémios para escolher, mas cada pessoa da equipa tirava um brinde. Eu tirei dois bilhetes grátis para o Cinema.

     Como no fim ainda sobraram brindes, quem quisesse, tirava mais. Eu tirei imensos, como: uma agenda, um estojo, lápis, coelhos grandes da Páscoa e muito mais!

     Mas antes de irmos para o Parque Marechal Carmona, estivemos a pintar uns ovos sem clara e sem gema lá dentro. Quando chegamos ao Parque, a Grandvision tinha estado a observar os nossos ovos e mandou-nos fazer pares. Eu fiquei com a minha prima para dividirmos o nosso brinde, que foi um kit de Ciências! Eu adorei este dia!

    Também gostei de 6ª feira: nós fizemos um lanche de Páscoa no meu ATL, com os avós, pais e amigos. Apresentamos uma dança que tínhamos treindo nas aulas de dança que tínhamos tido ao longo da semana. Ainda apresentamos um Teatro em que fui eu quem teve a ideia: o nome da história era “O Macaco de Rabo Cortado”.

     Eu fiz de Professora, fizemos uma música, eu adorei! Espero que tenham tido umas férias tão felizes como as minhas!

Madalena C, 6A

Os Meus Amigos do Algarve

  Late November sunset, Olhão

cyclingshepherd via Compfight   

      Quando eu vou ao Algarve, tenho sempre imensos amigos. As férias dividem-se em duas partes: Julho e Agosto. Em Julho vêm os meus amigos que gostam mais de jogar futebol. Aliás, antes disso, vou para o condomínio ao lado do meu, porque tenho lá um amigo chamado João, e, por isso, eu brinco com ele e as outras pessoas do condomínio dele.

      Quando começam a chegar os meus amigos do futebol, começa logo a diversão no meu condomínio. Nas minhas férias de Julho, de manhã, vou à praia com os meus pais e com  a minha avó, e, à tarde, fico a jogar futebol e vou à piscina com eles.

     Em Agosto, vêm os meus amigos da praia, do futebol e das piscinas e o melhor de tudo é que vem o meu melhor amigo, o Simão.

       Agora, eu conto como é um dia com o Simão. Levantamo-nos cedo e vamos para a praia fazer bodyboard, Surf e ir à Marina ver os barcos. Chegamos a casa e encontramo-nos na piscina, para irmos dar um mergulho antes de comermos.

      O nosso condomínio tem uma piscina muito grande, de um azul transparente, e, no meio, uma piscina pequena, numa ponta do jardim. O jardim tem relva verdejante e palmeiras. Há um jardim secundário, no fundo do condomínio, onde nós jogamos á bola, porque no jardim principal não nos deixam.

     Eu adoro os meus amigos do Algarve. Os nomes deles são:

diogo_tv_amigos

Simão, Xavi, João, Luís, Luís, Pedro, Duarte, Miguel , Miguel, Miguel, Diogo pequeno, Diogo médio, Diogo grande (sou eu).

Diogo Tv, 8A

 

Férias de Verão

Autumn CompositionCreative Commons License Francisco Antunes via Compfight

     As minhas férias foram muito giras, eu adorei!

    Num hotel esplêndido, na Guarda, a minha meia irmã e eu ficamos sozinhas numa casinha à parte   por cima do meu pai e da minha tia. Nem os deixamos dormir!

     Quando acordamos, seguimos logo para Espanha. Ainda estávamos a quatro horas e lá estava eu a perguntar:

     – Já estamos quase? Já estamos quase?

     Chegamos e, a partir desse momento, ficamos sem internet: senti que o mundo ia acabar! Tenho instagram, twitter, snapschat, what’s up, vibe, skype, Messenger, facebook e gmail!

     Logo depois, entramos numa rua estreita com uma casa assustadora com os vidros todos partidos, depois seguimos para Potes. Era lindo: viam-se as montanhas, no seu cimo havia neve brilhante. Nós tínhamos um hotel marcado para uma semana, só que aconteceu uma coisa: a minha tia tinha marcado o hotel para 10/06/2016 e estamos em 2015! Tivemos de ir para o Parque de Campismo mais giro do mundo, quer dizer, de Espanha.

     Montamos as tendas mesmo em frente das montanhas magníficas. À noite íamos jantar a Potes, foi lindíssimo: as ruas todas iluminadas, cheias de lojas a transbordar de artesanato tradicional. 

     Logo no dia seguinte, fomos subir as montanhas; subimos de elevador, pareciam 8000 metros de altitude, era gigante! A sensação era de termos os ouvidos a estalar e parecia que estávamos debaixo de água. Era estranho, mas giro; olhem, não sei… era muito estranho…

     Chegamos lá acima: fazia um frio, mas cheirava a Natureza. As cabras estavam lá em cima, nós não parávamos de tirar fotografias. Seguimos… Estivemos a andar vinte e dois quilómetros. Eu estava quase a andar às cavalitas do meu pai!

Carolina S-C, 6B 

Momentos para Recordar

feira_de_s_mateus_n

Imagem: Feira de S. Mateus

     Numa noite de Verão, em Viseu, a minha prima Iolanda, a minha prima Leonor e a minha mãe fizemos uma noitada: deitámo-nos ás cinco da manhã levantámo-nos às seis da manhã! E enquanto estivemos acordadas, fizemos crepes, vimos filmes, jogamos jogos e brincamos às cozinhas.

     No dia seguinte, de madrugada, fomos buscar o meu primos ao avião e ele trazia duas malas com recordações de Paris. Quando estávamos a voltar para casa, fomos à Figueira da Foz para visitar os meus tios e primos que estavam de férias; passamos esse dia na piscina, fizemos uma “selfie” e aparecemos na SIC.

     Quando estávamos a ir para Viseu, fomos comprar um cão, chamámos-lhe Fofi, porque ele é fofinho.

     No dia em que estávamos ir embora, para nos levarem à camioneta, o Fofi escondeu-se na mala da minha Mãe, mas depois nós tiramo-lo.

     Quando chegamos à Amadora, em casa da minha Tia Fernanda, almoçamos e fomos dar uma volta.

     Enquanto vínhamos no autocarro, já vínhamos sempre a adormecer. Quando chegamos a Cascais, fomos logo descansar e depois fomos ás compras.

     Espero que todos vocês tenham tido umas férias loucas como eu com a minha família. As férias servem para descansar para aproveitar o verão, para darmos passeios, para irmos à praia, para conviver com a família e recordar momentos felizes.

Madalena C, 6A

Amigos e Diferentes

     Hunting Squirrels

Ralph Hightower via Compfight

     No meu verão, estive na piscina do meu condomínio, a brincar com o meu amigo Afonso, com o Pipo, o cão do meu irmão, com o cão Jim, e ainda com o Caetano, o cão da minha amiga Tabiá.
     Nós andávamos todos a correr atrás do Jim, o fugitivo, que se metia pelas casas todas do Condomínio.
     O meu amigo Afonso contou-me que, uma vez, o Jim saltou para a piscina para salvar um gato, mas quando o pousou no chão continuou a correr atrás dele.
     A Tabiá joga Basquete e o Caetano é um cão brincalhão e bem comportado.               Normalmente nós saltávamos no trampolim dela, com o Caetano e o Afonso.
Nós adorávamos fingir que o Caetano era um cavalo: montávamos nele e com comida de cão, atirávamos para a frente; ele corria até lá e nós a ver se não caíamos.
Também brincávamos na piscina, a ver quem aguentava mais tempo debaixo de água.
     O que eu mais gostei nestas férias foi de estar com os meus amigos. Sinto-me melhor com eles do que cá na escola, com as outras pessoas. Eles são diferentes e eu sinto-me diferente quando estou com eles.

Margarida L, 5B

Férias Preciosas

ines_miguel_sto_andre_mini

Imagem: Litoral Alentejano

     Eu adorei o Verão 2015, porque acho que é muito bom descontrairmos um bocadinho das aulas secantes! É óbvio, também porque é bom sentir a praia a vir ter connosco e a liberdade a voar à nossa volta! E eu, estas férias, senti que férias não é só “adeus, trabalhos”, mas também sentir a liberdade nas nossas mãos e a praia a pedir brincadeira!

     Na semana em que fui ao Algarve, a prancha começou a dizer “desfruta destas ondas comigo.” E eu pensei: “- Vou-lhe fazer a vontade.”

     Então, lá fui eu andando na areia macia até ao mar. Veio uma onda redondinha e perfeita; mergulhei e senti finalmente a textura que desejava: a água fresquinha, mergulhar nela e entrar noutro mundo!

    Havia uma camisola branca que me salvou a vida, protegia-me mais do frio, com ela sentia-me uma “bodyboarder”.

      Antes tinha vivido no Algarve uns dias irresistíveis: com os meus primos brincava, desfrutava e, óbvio, com os meus pais e tios. A água estava transparente, tal como um vidro acabado de ser limpo.

     O tempo passa depressa, mas temos de aproveitar os momentos bons e não temos de nos focar no que já aconteceu, mas focar-nos no presente e pensar que há tanta coisa boa à nossa disposição, mas outros não têm oportunidade de o fazer.

Inês M, 6C

Conversas na Oficina – Momentos Únicos

 joao_pinho_arrifana-kanguru

Imagem: Arrifana Kanguru

O.E. – Hoje estiveram na Oficina, a Esperança e o João, amigos de há muitos anos, que vieram partilhar connosco alguns momentos de exceção deste verão 2015, bem como da estreia animadora do seu 2º Ciclo.

João – Andei de avião, de Portugal para Ibiza, via Madrid. O que mais aprecio a bordo é dormir e ver a paisagem do alto.

Esperança – Estive nas minhas praias favoritas: da Arrifana, no Algarve e no Guincho. Na Arrifana o que mais aprecio é acordar mesmo em cima da praia e adormecer com o barulho do mar. No Guincho é giro tomar banho com os amigos e mergulhar por baixo de água.

Esperanca_Praia_do_Guincho

Imagem: Viajar é Alargar os Horizontes

Esperança – A minha atividade preferida é o Surf. Vou começar amanhã, na escola de Surf do Guincho. Se estiver mau tempo, fazemos skate.

João P. – Faço Surf desde os três anos, em S. Pedro, em Carcavelos e no Guincho. A maior onda que apanhei tinha um metro e meio; também já apanhei tubos. O que mais aprecio é a sensação quando nos levantamos e vamos de pé, a virar, depois, quando vamos em cima das ondas, a sentir o vento. Não sinto o cheiro a maresia, porque estou mais concentrado.

Esperança – Temos quatro professores: Pedro, David, e Afonso. Às vezes os professores vão dentro de água connosco.

JoãoEntre 12 a 21 de Julho, estive em Ibiza; durante todo o mês de Junho, estive no Surf Outside, com vários professores.

     O que é totalmente novo agora, no 2º ciclo, é termos de fazer a mochila todos os dias e temos muitas mais matérias. O mais interessante é conviver com os professores. O meu professor favorito é de HGP. É querido, não se zanga muito, mostra muitos vídeos de HGP. É a minha disciplina favorita. Gosto dos Descobrimentos, de saber como foi Portugal antigamente, sinto curiosidade.

Esperança – O meu professor preferido é o de Matemática: dá muitos ralhetes, mas está sempre a brincar. Ele conduziu um barco que era duas vezes o tamanho das Fontainhas. Não gosto de Matemática, mas tem piada a maneira como ele ensina: para cada problema que nós fazemos, ele tem uma história cómica ou prática.

Transcrição de “Conversas na Oficina”

João P e Esperança , 5A

Momentos Escolhidos

     vasco_l_sol_troia_mini

     Imagem: Troia Resort

     Os meus primos e eu, de madrugada, fomos andar de bicicleta, desde Sol-Tróia a Tróia – 2 km ir e voltar – pois estávamos a procurar o meu tio. Ele não se tinha perdido, eu é que tinha exclamado que chegava primeiro.

     Passado uma semana, vieram os brasileiros, os amigos do meu pai e eu não adorei que eles viessem – a empregada era fixe, pois ensinava-nos muitas coisas, como jogar às cartas, mas jogos do Brasil, em que temos de pôr as cartas por números seguidos. 

vasco_l_waveblue

     Imagem: chriseatsacrisp

     Passados cinco dias, já eu estava em Sagres a divertir-me a fazer Surf, pois quando apanhei uma onda, apercebi-me que era o sítio perfeito para Surfar.

     Apanhar uma onda é uma grande sensação, pois quando damos alguma manobra, sentimo-nos felizes. 

Vasco L, 6C

Uns Dias Maravilhosos

     SurferInWave-

     Imagem: Aguacene

     Lá estava eu, a dormir o meu sono de beleza, quando surge uma queda de um copo a partir-se em mil bocados. De repente, a minha mãe acorda e diz: 

     – Mas o que vem a ser isto?

     Olha para mim com um ar espantado.

     – Eu não fiz nada, caiu!

     Mas pronto, lá passou. E todos acordamos e fomos tomar o pequeno-almoço. Assim que acabamos, a minha mãe disse:

     – Vou lá para cima bordar. 

     – Ok, Mãe.

     E foi. Mas a minha mãe adorava costura e coisas (malas, bolsas, porta-moedas) para vender. E eu fui para o pc jogar Star Doll e para o Facebook. 

     Mas nunca deixava de ir à praia. Na praia de Carcavelos, adorava ver os Surfistas a surfar “aquela onda”!

Margarida C 6C

Verão 2015

   tomas_gray_Playa_de_ses_Illetes

Imagem: White Ibiza

      Um dia ensolarado, em Junho, nas férias de verão, começou a animação.

     Em Formentera, aquilo era um paraíso, com o hotel em frente à praia. Dei uns bons mergulhos naquela água transparente e onde, se houvesse uma ondazinha grande, era por causa dos barcos.

     A alegria das pessoas a ver os “Sun set” todas as tardes: o sol a pôr-se durante todos os minutos que restavam para ficar noite!

      Mas a semana estava a ficar mais curta e faltavam cada vez menos dias para nos irmos embora e ainda ia ter muitas mais férias na Comporta!

tomas_gray_praia_troia-

    Imagem: Praia de Sol Tróia

     Estava desejoso de ir para a Comporta com a minha minimoto-quatro. A Comporta em si não tinha nada de novo, mas é sempre giro dar passeios de bicicleta no meio dos arrozais.

     A minha moto-quatro andava imenso, eu tinha à disposição um mato gigante que era o infinito. Um dia, decidi ir um pouco mais longe de onde estava a casa e foi no meio do mato que passou uma lebre a correr. Por alguns segundos pensei que estava a sonhar, mas não.

     Houve um dia em que eu fui andar com o meu pai até uma praia muito longe e havia uma montanha gigante de areia: a minha mota não conseguiu subir e então tive que ir a puxá-la.

    Nós íamos sempre ao Sol-Tróia e houve uma vez em que fomos a Buata Nova. Mas eu já me tinha de ir preparando para a regata em Faro.

tomas_gray_regata_faro

     Regata na Ilha do Farol 7/09/2015

     Durante a regata em Faro, dormimos numa Pousada da Juventude duas noites. A regata era na ilha do Farol, que era muito longe de Faro: tínhamos de ir todos os dias de barco até lá, mas eu, infelizmente, não pude participar, porque a Federação da Vela não deixou e esta regata era muito importante para nós. Não havia vento: tudo à espera que aparecesse a “P”, que é uma bandeira de saída, mas não houve vento…

Tomás G, 6C

Umas Férias Inesquecíveis

     carlota_c_cabanas_tavira_

     Imagem: Passeios na Ria Formosa

     Estas férias foram inesquecíveis, porque foram as minhas primeiras férias com a minha sobrinha.

     Fui três dias para Tavira com a minha família, menos uma irmã minha. Foi muito divertido: estivemos numa praia, em Cabanas, em que se ia de barco até á praia. Uma vez em que fomos jantar para lá, a minha Mãe encontrou uma mosca na comida!

     Logo na segunda noite, fomos jantar a casa dos pais do meu cunhado: estivemos com a minha sobrinha, com as irmãs, cunhadas e cunhado, tias e sobrinhas do meu cunhado. No dia seguinte fiquei um bocadinho triste por os meus pais e a minha irmã irem embora para Cascais e eu ficar lá com a minha irmã, a minha sobrinha, o meu cunhado e a família dele.

     Fiquei com um quarto grande e uma cama de casal para mim; tinha vista para a corte de ténis; ficamos muitos dias na piscina em que a água vinha de uma nora.

     Um dia fui a Espanha, foi mesmo giro:comi Tapas pela primeira vez. Havia lá uma estátua – era uma pessoa – que piava de cada vez que uma pessoa passava. E elas assustavam-se!

     No último dia fui apanhar Gambozinos à noite. Hi, hi, já sei que são falsos. No dia seguinte fui tirar fotografias no tanque e pela quinta toda, apanhar laranjas muito boas!

(continua)

Carlota C, 6C

Criança para Toda a Vida

     Tribal Counsel Stephanie Jones via Compfight

     Já começou o verão! Vamos à praia, à piscina e à minha festa de anos!

     A minha festa de anos quero que seja como a do ano passado. O meu jardim relvado vai estar coberto de tochas, o jantar irá ser churrasco, e no dia seguinte vamos à piscina.

     Mas, este ano, a Escola também foi divertida; fizemos disparates, mas isso faz parte da infância. Se o 6º ano fosse um animal, seria um cão Labrador, porque o cão Labrador é o cão mais divertido de todos, fica criança para toda a vida.

    A vida das crianças está dividida em duas partes: “diversão e não-diversão”. A “Não-Diversão” são as aulas de Matemática; a “Diversão” é o verão!

Pedro G, 6D

Projetos de Verão

Spinning Antonio de la Mano via Compfight

     No verão irei a Sevilha, para a Isla Magica, depois ao Algarve, ao Alentejo, a Caminha e, finalmente, a Lisboa, visitar as minhas avós.

    Sempre quis ir à Isla Mágica, deve ser tão giro! Nas férias da Páscoa eu fui a Sevilha, mas não fui à Isla Mágica, porque estava fechada. Em Sevilha havia imensas carroças; eu andei numa, foi muito divertido; quase todos os edifícios são feitos de tijolos ou azulejos.

     O meu sonho era ir a Nova Iorque – deve ser tão giro – eu sempre sonhei ir à América toda, a África, a Londres e às Maldivas.

Costa portuguesa de Caminha

PINTOR DE SOÑOS via Compfight

     Em Caminha vou para a casa dos meus bisavós que é uma quinta muito grande. Todos os dias de manhã, vamos a uma esplanada, numa rua que aparece sempre na televisão. A  casa dos meus avós é enorme, mas eu não gosto muito daquela casa, porque é muito antiga, tem uma decoração antiga, o meu quarto e o dos meus pais ficam lá em baixo de tudo, onde era uma adega. De noite, quando estou na cama, oiço passos lá em cima, por isso eu tenho um bocado de medo. A seguir à escada para ir lá para baixo, há uma sala com caricaturas dos reis e, para eu chegar ao quarto, tenho de passar por lá. Eu não gosto dessa sala, porque as caricaturas seguem-me com os olhos… Adoro ir a Caminha, é muito divertido! Temos lá uma casinha de madeira no meio do jardim; foi toda decorada por nós, é quase toda cor de rosa por dentro, é muito gira!

Ovelhas a pastar

Carlos Reis via Compfight

     No Alentejo, vou à piscina e à praia; não gosto muito de ir à praia, porque não gosto de nadar com as ondas, prefiro nadar calmamente, a relaxar!

    A minha casa do Alentejo, fica numa herdade, é muito bonita. Todos os dias de manhã, vou de bicicleta buscar os ovos das galinhas; ponho-os no meu cesto da bicicleta, é muito divertido; mas os ovos já estão num pratinho à porta do galinheiro, porque há um senhor que trabalha lá e vai logo de manhã. Depois vamos ver a Malhadinha – uma vaquinha – e a ovelhinha bebé (ainda não tem nome), a seguir vamos ver as cabrinhas: a Carinha e os filhos (não sei como se chamam): são dois, um menino e uma menina. E às vezes vamos ver as avestruzes, ou lá o que é, foi o meu tio que as comprou, ele adora animais. Também gostamos de ir ver o novo cão bebé, o Max e os cavalos. 

     Dia cinco vou entrar em férias! Vou ter imensas saudades da minha turma, só de pensar que nos vamos todos separar! Umas ótimas férias! Beijinhos. Obrigada aos professores e colegas.

Maria Ana P, 6A

As Minhas Férias de Verão

Montaña Rusa Álvaro Reyes via Compfight

     Neste verão gostava muito de ir à “Isla Magica“; se calhar também vou a França e vou andar de avião pela primeira vez! Vou ao Alentejo, a casa dos meus avós e gostava de ir ao Algarve, onde já não vou há quase cinco anos.  Sempre sonhei ir a algum parque de diversões e, claro, vai ter de ser este ano. Deve ser tão giro! Os meus pais estão a escolher um hotel mesmo lindo.

Arc de Triomphe du Carrousel Wayne Hsieh via Compfight

     Em França, eu gostaria de visitar o padrinho do meu irmão e os seus filhos gémeos, são lindos! Gostava de conhecer a Torre Eiffel, o Arco do Triunfo e ver a antiga casa da minha Mãe. Já não deve ser igual, mas deve ser tão giro crescer em Paris, ver a grande cidade toda iluminada… deve ser um paraíso!

l_crato_mini_2015

     Imagem: Site do Festival

     Quando for ao Alentejo, gostava de ir ás Festas do Crato, ver os “Dama” ao vivo, à minha frente, ir aos camarotes e ver o Sam Smith, ir às piscinas do Crato, em especial uma piscina com ondas!

Skeletal Love

Betsy Streeter via Compfight

     Também gostava de ir ao Algarve, onde a água do mar é quente,  para visitar os meus primos: temos uma casa no Algarve que tem passagens secretas. Um dia, o meu irmão resolveu ir descobrir um caminho e eu, feita parva, fui com ele e apanhámos um susto! Não víamos nada, pisei uma espécie de esqueleto no chão e comecei a gritar com medo. Os meus pais ouviram e começaram a perguntar onde nós estávamos, mas eu descobri a saída. Agora tenho medo de lá ir, lembro-me sempre dessa vez.

     Gostava tanto de ir á Isla Magica! Os meus avós já foram lá e adoraram; disseram que estava tanto calor que tinham posto repuxos de água  para as pessoas ficarem mais frescas.

     Isto era o que eu gostava de fazer nas minhas Férias de Verão…

Catarina C, 6A

Improviso sobre as Férias

   Mathieu FlaminiCreative Commons License wonker via Compfight

      Gosto de ir para o Alentejo, com os meus Avós. A minha cadela, quando vai beber,  costuma cair na piscina.

     Os meus pais dizem que sou “cigano”, porque, em férias, gosto de estar nas casas dos outros.

    Uma vez dormi em casa de um amigo de um meu amigo. Acordei e não consegui dormir mais, porque o Francisco estava a avançar para mim, e eu fiquei fora da cama. Também vi a gata dele a espreitar para mim, no escuro.

     Gosto de jogar nos torneios on line da Fifa 2; o meu máximo é chegar às meias-finais. O que é estranho na Fifa 2 é que já houve uma pessoa que me mandou um convite de amizade. Talvez seja porque eu jogo bem Fifa, para fazer equipa. A net irrita, porque está sempre a parar, mas são as outras pessoas que ficam sem ligação e eu passo para os quartos de final.

Manuel N, 5A

Férias Fantásticas

         Estou ansiosa para ir estrear as minhas férias de Verão!

       Em Junho, começo as férias com três aniversários seguidos: da minha prima Leonor, que faz cinco anos, do meu primo Bruno que também faz cinco anos e da Maria do Carmo, que é rececionista da ginástica rítmica, que faz 51 anos. O resto de Junho passo-o na praia com a madrinha de um amigo: na praia da Poça, onde gosto muito da piscina, pois posso dar mergulhos e a água é quentinha.

madalena_helpo

Imagem: Helpo

     Em Julho, vou três semanas para a Helpo; na outra que sobra vou ficar com a minha Madrinha, em casa dela, onde vamos à piscina no seu jardim.  Com a Helpo vamos em grupo para a praia, temos atividades-surpresa e fazemos novos amigos.

madalena_mozelo_igreja

 Direitos Reservados: João Paulo Coutinho Panoramio

      Em Agosto vou nadar nas piscinas municipais de Viseu. Vive lá a minha família toda da parte da Mãe. Costumo ficar em casa de uma tia que mora em Mozelos; é uma vila pequenina onde eu posso passear sozinha. Vou todas as manhãs, com a minha prima, à Igreja. Vou ao salão de cabeleireiro da minha tia e ao talho do meu tio.

madalena_palacio_do_gelo_jpg

 Imagem: Pumpkin.pt

     As noites são quentes e podemos ficar no jardim a conversar ou ir às festas que há todo o verão até à uma da manhã. É lá que festejamos os anos da minha prima, do meu primo e da minha Mãe. Eu e uma amiga patinamos no Palácio do Gelo que está aberto, mesmo com o calor.  Em Setembro, vou comprar o material escolar e preparar um bocadinho a Matemática.

     Desejo a todas as pessoas que deem muitas quedas na piscina e quero-vos ver a todos, em Setembro, morenos do Sol.

 Improviso ditado por Madalena C, 5A

Férias Espetaculares!

   SEA OASIS Tiago Pinheiro via Compfight

     As minhas férias foram espetaculares! Fui para casa da minha avó que vive em Belas, com a minha irmã que se chama Carolina e os meus dois primos; o mais velho chama-se Diogo e o mais novo chama-se Duarte.

    Quando chegamos lá fomos pôr as malas nos nossos quartos e, como estava um belo dia de calor, fomos para a piscina brincar os quatro. Foi muito divertido porque demos muitos saltos!

     Depois começou a ficar um bocadinho frio por estarmos muito tempo dentro de água. Saímos e fomos lanchar, porque estávamos a ficar com fome.

     Depois de lanchar, como o meu avô tinha comprado uma bicicleta de dois lugares, fomos andar. Mas fomos só eu e o meu primo Diogo. Foi espantoso!

Mariana H, 6C

Plantas em Mil Tons de Verde

amazon river reflectons mariusz kluzniak via Compfight

     Nestas férias da Páscoa, visitei a Amazónia, foi tão giro!

      Nós descemos o Rio Negro num barco pequenino, com 18 pessoas amigas do meu pai. Nós admirámos as árvores lindíssimas, plantas coloridas em mil tons de verde, o sol escondido pelas horríveis nuvens cinzentas.

     Atingimos o ponto de encontro do rio Amazonas com o rio Negro, que tem águas mais escuras e mais quentes.

      Aqui, as margens afastavam-se e assim observávamos imensos pássaros tropicais, cheios de cores diferentes; os peixes eram magníficos, como as piranhas e piracurus, de dentes afiados, as flores selvagens em tons de azul, amarelo, rosa e muito bonitas.

      O teto do barco estava cheio de coletes de segurança e aranhas enormes: eram horríveis.

      O cheiro tropical era tão bom!

     O céu parecia descer; estávamos a passar uma ponte: depois da ponte chovia torrencialmente, parecia haver uma barreira a dividir as nuvens.

     E estas foram as minhas férias da Páscoa magníficas!

     Carolina S-C, 5B

Férias Espetaculares de Carnaval

    Cascais, PortugalCreative Commons License bisonlux via Compfight

     As minhas férias de Natal foram espetaculares!

    Fui, de manhã, andar de bicicleta no paredão, com o meu tio e com a minha irmã. Quando estávamos a andar de bicicleta, começou a ficar muito calor e fomos comer um gelado na Olá. Depois, quando acabamos o gelado, voltamos para casa.

     Quando chegamos a casa, eu e a minha irmã fomos fazer karaoke: foi espantoso e divertido. Depois, começamos a ficar fartas e fomos lanchar iogurte com bolachas de chocolate.

     Depois de lanchar , fomos jogar pingue-pongue: eu joguei contra o meu tio e contra a minha irmã e ganhei aos dois.

      Às cinco horas, a minha mãe chegou e tivemos que ir fazer os trabalhos de casa; quando a minha mãe disse isso, fiquei logo desapontada: o meu dia estava a ser tão entusiasmante e a minha mãe teve logo que o estragar! Mas pronto, pelo menos estive a brincar e a divertir-me o dia todo.

     As férias de Carnaval foram muito animadas, eu adorei, mas a pior parte é que tinha de estudar para História e Inglês… Ser estudante às vezes é cansativo, mas  as matérias também podem ser interessantes.

Mariana H, 6C

Eu e o Meu Amigo

Surfing Burleigh Heads_1029

Michael Dawes via Compfight

     Nas férias, eu e o meu melhor amigo, o Simão, costumamos acordar perto das 9h. Eu preparo-me para ir para a praia, mas antes de ir, passo pela casa dele para ver se ele já foi.

     Encontramo-nos na praia e, se a maré estiver baixa, vamos surfar; se estiver cheia, ou vamos andar em cima das nossas bóias ou vamos os dois com o irmão dele, o Xavi, até à Marina, ver os barcos passar. Logo a seguir, vamos para o nosso condomínio e damos um mergulhinho na piscina.

     Vamos almoçar e, depois do almoço, vamos os dois andar de bicicleta. Primeiro paramos no skatepark e fazemos umas manobras; depois vamos fazer umas derrapagens a Vila Moura. Se der tempo, ainda comemos um gelado. Depos, vamos para a praia com o Xavi e o Luís:  tal como de manhã, se estiver maré baixa, vamos surfar; se estiver maré alta, vamos jogar as cartas, incluindo os pais.

     Quando saímos da praia, ficamos na piscina das 19h  até às 21h 30 e, no fim, as nossas mães vêm-nos buscar para jantar. Despachamo-nos a comer para, às 22h já estarmos  lá em baixo para jogarmos às escondidas com toda a gente do condomínio. Finalmente, despedimo-nos e vamos para casa dormir…

Diogo T, 7A

Férias, férias…


This is how its done
Creative Commons License Photo Credit: Bryce Bradford via Compfight

     As minhas férias começaram logo com a festa de um amigo. Fomos ao cinema ver o “Planeta dos Macacos 2” na zona vip e depois ainda fomos dormir a casa dele.

     Então fui para Troia durante uma semana, em seguida para o Algarve durante duas semanas e, finalmente, para a Comporta.

     Com o meu pai, fui ao Zoomarine nadar com os golfinhos: foi fantástico! E ainda fomos andar nos escorregas.

    Para a minha festa convidei três pessoas: dois deles eram gémeos; o outro era o B. Fizemos um churrasco e depois eles dormiram lá.

   A seguir veio a pior parte: o mês de Setembro. Já estava a chover e eu, nervoso com o regresso ás aulas “- O que vou fazer?”

    Bom, tive de ir comprar os livros…

Pedro G 6D