A Bike Inacessível

     Colorful Childhood

Aikawa Ke via Compfight

      Era uma vez um menino chamado Gonçalo que gostava muito de correr.

       Um dia, os sapatos dele estragaram-se e ele teve de ir ao cascais shopping comprar outros. Ele comprou uns all stars vermelhos porque era do Benfica.

       No dia seguinte, passou outra vez no shopping e viu uma bike muito gira: era azul e tinha uns pedais muito bons. Mas o problema é que ele não tinha dinheiro suficiente. Foi pedir a uma amigo, que estava a comer uma noz e disse ao Gonçalo:

       –  Vá, vai! – Disse o amigo, estendendo-lhe uma nota.

      Mas ainda não bastava. Então, os dois amigos tiraram muitas fotos à bike com o seu iphone.

Gonçalo R, 6A

De Paris a Lisboa em Bicicleta

Imagem: An engineer on a Bike    

      O nosso querido antigo aluno Miguel Dias, recém formado com distinção em Engenharia aeroespacial, tem agora de tomar uma decisão complexa: doutorar-se imediatamente ou estrear-se no mundo do trabalho?

     Criou então um contexto original que contribua para o pôr em “modo de desafio”, a fim de ver mais claramente os prós e os contras da decisão que vai mudar, em breve, os rumos da sua jovem vida. Desde o dia 15 de maio, como podemos seguir no seu site, partiu, de bicicleta, rumo a Lisboa, numa aventura que combina “couchsurfing”, coragem de pedalar e a atração por amizades ainda desconhecidas.

    Em jeito de homenagem, publicamos aqui um texto seu, escrito aos 11 anos, que já anuncia, de algum modo, como é essencial trilhar o que assume forma de caminho real, isto é, o que nos abre a um futuro verdadeiro: 

Imagem: Oficina de Escrita

“Nunca caminhes fora do caminho,

fora do caminho só econtras o mal,

mas, se caminhares dentro dele,

só encontras felicidade.

Dentro do caminho aprendes a viver,

a respeitar e a ajudar,

mas fora dele só aprendes a roubar e a fazer mal.

Vai sempre pelos caminhos,

fora deles só há tentação e maldade.

Se fores pelos caminhos, podes demorar mais tempo,

mas encontras paz, harmonia e felicidade.”

Miguel Dias, 2004

P.P.: Passatempos Preferidos

Computing-History-134

Wolfie Fox via Compfight

     Entre as coisas que eu mais gosto de fazer estão o futebol, ver vídeos, no Youtube, de palhaços assassinos e andar de bicicleta .

     Este ano, mudei para o Clube de Futebol da Torre onde o treinador, o Ricardo, é simpático. Tenho colegas novos e outros com quem eu já treinei. Na decathlon costumávamos perder 9-0, enquanto, na Torre, num torneio em que fui convocado, ganhamos 4-1. Enquanto eu estava a aquecer, a minha equipa marcou um golo!

       No Youtube, os youtubers que eu costumo ver são o Wuant, o Sirkazzio e o Remedy. Os vídeos que eu vejo do Remedy são de fifa 17, os vídeos que vejo do Sirkazzio são de palhaços assassinos, e outros, como, por exemplo, apanhar um duche de Ruffles; os do Wuant são de temas cómicos.

      Gosto de andar de bicicleta no Guincho, onde há bicicletas electrónicas. Costumo ir a pedalar até um sítio onde há gelados, na boca do Inferno. Costumo ir com os meus pais, mas eu é que vou de bicicleta. Sinto-me livre, é pena que agora ela não cabe no porta-bagagens da minha mãe, então ando de bicicleta à volta de casa.

Manuel N, 7B

Parecia Voar no Céu!

   Trek bike

Jim via Compfight

      Eu aprendi a andar de bicicleta  este verão, pois todos os meus amigos já estavam a andar e eu tinha de ir de trotinete. Então, eu cheguei ao ponto em que estava farta e decidi aprender a andar. Quando tentei, consegui logo e soube-me tão bem! Parecia que estava a voar no céu!

      No meu Campo de Férias, eu diverti-me imenso, mas a melhor parte foi quando descobri que a minha amiga Carolina estava a namorar com o Rafael, um menino francês. Eles eram perfeitos um para o outro, mas tiveram que acabar pois o Rafael tinha de ir outra vez para França, porque as férias tinham acabado! Nós ainda tivemos uma ideia, mas eles não quiseram.

    Eu gosto imenso do 5º ano, acho que é mais fácil do que eu pensava e espero que  as pessoas da minha turma achem o mesmo.

Carolina C, 5B