O Dia Belo do Pai

         father-son-paddleboard

Jeremy Hiebert via Compfight

     O meu Pai é uma pessoa alta, fofinho e forte. O seu corpo é ágil e bem constituído. O seu rosto é oval, como a pele, mas um pouco menos morena do que eu; a boca é sorridente e os lábios rosados; o nariz é direito e fino; os olhos são castanhos como a beleza dos troncos das árvores; o seu olhar é bom e generoso.

     O meu Pai é corajoso, é um bom Pai e amigo como o Universo; ele também ralha, mas é fixe e brincalhão. Ele gosta de escalar, ao pé da Guia, num sítio junto ao mar com pedras altas, num clube que distingue vários níveis de escalada. O Pai joga Padel e também comigo; ensinou-me que, quando a bola vai atrás, eu tenho de correr para trás; quando ela vem no meio, não basta tocar-lhe, tenho que empurrá-la com a raquete.  

     O que ele sempre fez na vida foi pedalar na sua bicicleta, vai comigo pela Serra de Sintra e já me pôs tenho contaquilómetros e vai pôr-me pedais de encaixe. Todas as quintas-feiras, o Pai vai correr com os Salamandrecos, mas é só quando não está connosco.

     Pai, eu nunca me esquecerei das vezes em que eu não queria ir para a piscina, mas tu resolvias e vinhas comigo! Também nunca esquecerei quando fomos á Serra da Estrela e, no Hotel, com piscina interior e exterior, quando nós vínhamos sozinhos para o exterior e tu me ensinaste a andar de trenó. Nunca esquecerei que foste tu o primeiro a decidir que eu descesse a rampa grande em pequeno. Foste tu que me ensinaste todos os Desportos!

Afonso F 5D

O Meu Amorzinho!

  Daily Life  Barceloneta Beach

Jordi Boixareu via Compfight 

     O rosto do meu Pai é oval, idêntico ao meu. Ele é forte e alto como uma muralha, não deixa ninguém fazer-me mal. Ele é ágil e magro como uma pena. O tom de pele é moreno como o meu. O seu nariz é fino e direito como uma ponte. O seu cabelo é branco, liso e também tem uma poupa irresistível. Os seus lábios são finos. Os seus olhos são castanhos, da cor do chocolate e brilhantes como um diamante.

     O meu Pai tem muitas qualidades, mas não posso ficar aqui o dia todo: eu aprecio nele ter auto estima; ele não se deve aperceber, mas cada dia que estu com ele, inspira.-me e torna-me numa pessoa melhor.

      As suas atividades favoritas são estar junto com a sua Família.

     Nunca me esquecerei quando eu era pequenina e o meu Pai me atirava para o mar, na praia. Quando eu era mais crescida, compramos um crocodilo insuflável, mas de repente, sem nos apercebermos, veio uma onda quase com a minha altura, mas como o insuflável não era muito forte, foi levado pela água espumejante e virou-se: Splash! Quando subimos para respirar, eu, a minha mãe, a minha irmã e o meu pai começámos a rir!

     O meu Pai tem em mente alguns projetos, como: fazer obras na minha casa de verão e ir para o Algarve, porque ele foi passar férias com a minha Mamã e depois apaixonou-se pelo Algarve! Outro objetivo de vida em que ele tem pensado é parar de fumar! Papá, se tu parares de fumar, vou te dar mil beijinhos, porque é fácil dizer para parar, mas não é fácil parar de fumar! Eu ficaria contente, alegre e muito agradecida!  

     Pai, desejo-te de muitas alegrias e que tenhas muitas felicidades! Obrigada por tudo, e obrigada por me teres dado a vida.

Carolina M

O Meu Querido Pai

Wintry Whistler walk

Creative Commons License Ruth Hartnup via Compfight

     O meu Pai é muito querido, é engraçado e transborda de alegria. É muito forte e de estatura média. O cabelo é castanho, curto e liso. O seu rosto é oval, com uma boca sorridente, os olhos alegres, castanhos e brilhantes como um diamante. 

     Aprecio muito nele o ser corajoso e muito generoso.

    Também gosto de fazer desporto com ele, como ir andar de bicicleta, jogar ténis, passear o nosso cão Pepe que já sabe ir sem trela. O meu Pai gostava de ir com as minhas irmãs e com a minha Mãe aos Açores, visitar as furnas de enxofre e ver as vacas a pastar numa relva fofinha e o mar quente e  maravilhosamente azul. Finalmente, o Pai adora estarmos juntos em Família, em carinho partilhado.

     Quando eu era pequena, levava-me ao colo, como se fosse uma rosa! Hoje em dia, vamos à Pedra Amarela andar, levamos comida e água….Vemos monumentos grandes e pequenos largos e estreitos. Vemos também as ovelhas nos montes verdes, os cavalos e burros, muito fofinhos amorosos. É um programa que eu adoro!

     O meu Pai e não só, a Mãe e nós, gostávamos muito de ir conhecer todos os países que pudermos! Eu ia adorar! Iria ser um milagre!

     Quando o meu Pai for velhinho, vou adorar visitá-lo e vou dar-lhe muitos miminhos.

     Pai, agradeço tudo o que o Pai fez por mim  e por ter acompanhado os meus dez anos até agora.

Isabel S, 5D

O Meu Pai para Mim

Father and Son

Creative Commons License R. Halfpaap via Compfight

      O meu Pai é de estatura média; ele é forte; tem a pele um bocadinho morena; o seu rosto é oval; a sua boca é rosada e de lábios finos, o nariz direito; os olhos são castanhos-escuros, com um ar sério.

      O meu Pai é muito verdadeiro honesto, sabe fazer contas dificílimas, até contas em pé de cabeça. Ele é verdadeiro e honesto. Consegue transformar sempre os defeitos em qualidades, nem que tenha de pedir ajuda.

     O que não aprecio tanto é que escolheste um trabalho muito “ocupante” e absorvente, Pai, e quase não tens tempo para brincar comigo e, além de isso me preocupar, também acho que não consegues apreciar o descanso, Pai.

     Gostas muito de jogar computador, de passear, apreciar as vistas, de ver tv, de conversar com a Mãe….

     Há dois anos fomos à Disneyland: nunca vou esquecer! Não sei se foi há dois ou quatro anos. Só interessa é que me diverti muito e que gostaria de lá ir mais vezes.

    Mas percebo porque é que não vou. É que é muito caro.  Uma recordação mais atual foi a visita aos Padrinhos a londres. O que não ajudou muito foi o frio – Brrr!  Vimos muitas vistas, joguei no meu telemóvel, enfim, divertimo-nos!

    Gostaria imenso que tivesses mais tempo para brincares comigo.Um dia, quando estiveres reformado e fores vellhinho, se eu tiver filhinhos, brincamos todos.

    Pai, neste teu dia, desejo que não haja alunos mal educados para ti.

    Agradeço por tu me teres inscrito nesta escola, por me teres dado a vida. Não sei como agradecer por teres cuidado de mim, por me teres dado comida. E não sei mesmo como poderei retirbuir esse favor

Miguel M, 5A

 

 

 

 

 

 

Ele tem cálculos dificílimos que faz de cor: é uma capacidade excelente. Ele é muito verdadeiro e honesto: ele insiste em que os defeitos mudem para  qualidades.

     O meu Pai escolheu um trabalho absorvente: não tem tempo para brincar comigo e isso é um defeito que me preocupa.

     O meu Pai adora jogar computador, nós adoramos passear, ver paisagens,

Miguel M, 5A

Feliz Dia do Pai!

     .

Creative Commons License Natalia Medd via Compfight

      Feliz dia do Pai!

     Obrigada por ser a pessoa que é, comigo e com toda a gente! Feliz dia do Pai, ao melhor deles todos!

     Obrigada por, sempre que eu digo:

     – Vamos comer sushi hoje?

     O Pai responde “Sim”.

      Obrigada por, sempre que eu pergunto:

     – Hoje podemos ir surfar?

     O pai responde como se fosse um hábito e uma rotina, mas não uma obrigação:

     – Sim!  – Mas o Pai diz sim com o maior dos gostos.

     Feliz dia do Pai, para aquele que, na minha opinião, mais  merece.

Esperança M, 6A

O Melhor Pai de Sempre

Father and Son

Aikawa Ke via Compfight

     O meu Pai é o melhor do mundo e estou aqui para explicar como ele é. É alto, forte, ligeiramente moreno e resistente. Tem um rosto arredondado, tal como o nariz; a boca, de lábios carnudos, os olhos brilhantes, castanhos e lindos, parecem duas estrelas.

     Ele é uma pessoa muito boa e generosa. Adora ir passear comigo e jogar comigo no ipad e na ps4. Um dos seus poucos defeitos é ser impaciente  – e eu saio a ele – “tal pai, tal filho”.  

     Agora não me estou a lembrar de momentos na minha infância, mas tenho a certeza que foram muitos mais de 100 000 000 000 000;  foram “muitos e mais um par de botas”, e tudo o que ele fez, foi para o meu bem.

     Um momento recente que eu nunca esquecerei, foi ter ido ao Porto nas férias. A viagem foi secante, mas o resto foi muito giro: ficamos em dois hóteis: o Royal hotel e um hotel com termas. Eu adorei! Andei 18 962 passos , 14 km e pela primeira vez, num taxi. 

      No futuro, o meu Pai quer viver o mais perto possível de mim, dar-me tudo o que puder e criar uma Fábrica “Seguro”. O Pai quer viver perto de mim e que eu vá um dia ajudá-lo no que lhe apetecer. Espero que seja muitas coisas, porque ele está a ajudar-me muito.

     Quando eu for da idade dele, vou fazer a mesma coisa que ele faz à minha avó e ao meu avô: vou pôr o filho na casa dele, se ele morar perto; se morar longe, vou pedir à minha cunhada para ficar com ele.

     Pai, desejo-lhe o melhor dia de sempre. Por ser o melhor Pai do mundo, eu lhe dou a minha vida. 

Afonso S, 5C

O Meu Pai é o meu Tesouro

Hiking back from Jug Island Beach

Creative Commons License Ruth Hartnup via Compfight

Eurico, nome tão estranho…

“Defensor da lei”, perfeito!

Olhem a sorte que tenho

De ter um com esse feito!

Quando eu era pequenina,

Não tinha jeito pra andar.

 Então pegou-me na mão

E eu que era uma menina,

Comecei logo a voar!

O  pai tem uma grande mão

E um enorme  coração.

Ele é forte como um touro, 

E também é o meu tesouro.

Joga sempre  sem parar

Já ganhou prémios sem fim

Que não consigo contar,

Mas a imitá-lo assim,

Ainda o espero ultrapassar!

Maria S, 6C

Meu Querido Pai

Impressioni portoghesi - bagliore

Creative Commons License Stròlic Furlàn – Davide Gabino via Compfight

      O meu Pai é um homem de altura média, muito forte e musculado; o seu tom de pele é claro, o rosto é redondo, o seu nariz é arredondado e direito; o seu cabelo é muito curto e raro, exceto atrás;  tem olhos  acastanhados e brilhantes como estrelas no céu. 

     Quando a Mãe se zanga, tem um tom de voz forte, e o Pai, quando se zanga, fala num tom calmo. Ele quase nunca se irrita. É muito resistente, se tiver uma ferida ou uma dor forte, ele não chora.

     Tem um sentido de humor hilariante; é profissional no que faz; ele muda lâmpadas como ninguém na Philips; está sempre a inventar novas piadas e, de cada vez, diferentes! Joga basquetebol  comigo entusiasticamente.

     Nunca me esquecerei quando me deu o meu primeiro telemóvel… uma prova de confiança! 

    Costumo ir com o Pai ao Algarve e trazer sempre uma bola, para o Pai jogar futebol comigo!

 Quando o meu pai for velhinho, quero que conte histórias aos meus filhos, para eles também ficarem com recordações.

 Pai, neste teu dia, desejo-te muita saúde e alegria.

Francisco M N, 5A

 

Meu Maravilhoso Pai

   Paddling at Jug Island Beach

Creative Commons License Ruth Hartnup via Compfight  

       Para o Meu Maravilhoso Pai que eu Adoro do fundo do Coração:

      O meu Pai é de estatura média e um pouco forte; o seu tom de pele é claro como um lírio branco. O rosto é arredondado, o seu nariz é levemente curvo como uma onda do mar, para não falar da sua boca muito sorridente. O cabelo é preto, com tons de castanho escuro, curto e um pouco ondulado; os olhos são verdes-acinzentados, vivos e brilhantes como o pôr do sol numa floresta.

     O meu Pai é uma pessoa com qualidades espetaculares: é querido, gosta bastante do seu trabalho e ama muito a Família, mas ás vezes também está de mau-humor e um pouco stressado, como é natural.

     O meu Pai adora viajar pelo Mundo e conhece imensos e lindos países, mas prefere conhecer novos países comigo e com a minha irmã. Para além de adorar viajar, adora estar connosco, porque nós somos a melhor verdade e o melhor da vida para o meu Pai.  

     Nunca me esquecerei quando eu, a minha irmã, o meu primo, a minha tia e o meu pai, fizeram-me uma surpresa a dizer que íamos para o Algarve, mas afinal fomos para Londres! Foi uma viagem fantástica em que visitámos vários monumentos, como o Big Bang e o palácio de Buckingham.

     Quando o meu Pai for velhinho, gostaria que participasse, comigo e com os meus filhos, na nossa vida.

     Pai, desejo-lhe um ótimo dia do Pai e uma vida melhor do que a que já tinha. Espero que fique sempre com saúde e espetacular como é.

     Obrigada por me ter dado a vida e por ter acompanhado a minha vida, nestes dez anos, com amor e carinho.

Margarida Cc, 5A

 

O meu Pai é forte como uma Montanha

 

     Dad and Daughter on an Adventure

Creative Commons License Colin Bowern via Compfight

    O meu Pai é alto, magro e forte como uma montanha e é muito resistente. ele é um pouco moreno, tem um contorno de rosto suave e cabelo grisalho; uma boca sorridente e olhos castanhos escuros, tal como um tronco de uma árvore.

      O meu Pai é muito sorridente e faz com que nós alcancemos os nossos objetivos: por exemplo, ele combina com a minha Mãe para ela estudar comigo e depois pede-me resultados acima de setenta por cento.

      Gosta muito do seu trabalho na natação e na defesa do ambiente. Gosta muito de ouvir música dos anos 80, como as que dão na FM80. O meu Pai gosta imenso de correr, ver tv, visitar sítios connosco,  como o Centro Cultural de Belém ou monumentos e de viajar, como ir à América, à Disneylândia, que foi onde mais gostei de ir.

     Ele é uma pessoa responsável, que se preocupa muito connosco. É tão corajoso, que, quando estamos com ele, faz de tudo para nos divertirmos, mas em segurança.

      Nunca esquecerei quando o Pai saltava comigo nas ondas, ou quando o Pai e eu descemos uma montanha, de trenó, na Serra da Estrela. 

     Quando o meu Pai for velhinho, eu irei ajudá-lo no que for preciso, e espero que ele goste tanto dos seus netinhos, tal como ele gosta de mim. 

     Pai, neste teu Dia, desejo-te um resto de uma vida feliz. Agradeço-te tudo o que fizeste por mim.

Carolina C, 5B 

É o Pai Sempre o nosso Guia

   Serra de Sintra, Portugal

Joao Santos via Compfight

      O meu Pai é alto, magro, forte e musculado. O seu rosto é oval, o nariz direito como um soldado, com uma covinha no queixo; a boca, sorridente, tem lábios vermelhos; o cabelo é curto, liso e castanho; os seus olhos são castanhos como um tronco de uma árvore; tem o olhar concentrado e com saudade.

       Eu gosto, no meu Pai, ele ser brincalhão connosco e ajudar-nos quando precisamos e lhe chamamos “Doutor Papá”. Ele gosta de andar de bicicleta e de andar de skate, desde os seus dias de rapaz; adora o seu trabalho e pratica viola; participa numa banda e toca viola baixo.          

    Aos sábados e domingos, vamos explorar florestas e eu adoro; é o Pai sempre o nosso guia; à nossa volta erguem-se árvores silenciosas, o vento sopra e subimos até à Pedra Amarela!

     Nunca me esquecerei das histórias que tu me contavas à noite, Pai!

     Quando fores velhinho, vou passear contigo.

     Eu agradeço-te, Pai, por seres o melhor Pai do mundo! E desejo-te Pai, tanta felicidade como uma manhã de verão!

Carolina A, 5B

O Meu Pai, com a sua Coragem Enorme

     Subiendo al Pilatus Kulm

Creative Commons License Oscar Gende Villar via Compfight

     O meu Pai é musculado, forte, bem constituído e um grande amigo;  o seu rosto é oval e a pele clara como uma rosa branca. O seu nariz é ligeiramente curvo, a sua boca é sorridente como a luz do sol; os seus olhos castanhos mostram a sua lealdade para com os outros.

     No meu Pai, eu aprecio muito a sua coragem, faz tudo para que a nossa Família seja a melhor maravilha do mundo. No verão, o meu Pai vai, com todo o amor e carinho, comprar o nosso jantar, para crescermos com felicidade e com saúde.

    O meu Pai leva-me a jogar ténis: vai muito contente por me conseguir proporcionar esta atividade desportiva e por ter conseguido ensinar-me, educadamente, todas as coisas que eu sei até hoje.

      Eu adoro o meu Pai, porque ele ajuda-me em tudo o que preciso; por exemplo: pôs-me na explicação de Matemática, ajudou-me a comer à mesa, ensinou-me a nadar; fez com que eu começasse a falar melhor e muito mais ainda.

      Há dois anos, o meu Pai, com a sua coragem enorme, saltou de um teleférico de uma imensa altura, para ir buscar a minha irmã Isabelinha que ficou presa na entrada do Teleférico! O meu Pai mostrou-lhe o quanto gosta dela!

       Quando o meu Pai for velhinho, vou visitá-lo muitas vezes, para ele não pensar que eu me esqueci dele… E também vou dar-lhe muitos abraços, porque o meu Pai está sempre a queixar-se que eu nunca lhe dou abraços.

      Pai, neste seu Dia, desejo-lhe felicidade, amor, carinho e muitas outras maravilhas que o Pai sabe. Pai, agradeço-lhe muito por me ter dado a vida, por me proporcionar todas as maravilhas da minha vida. Também lhe agradeço toda a confiança que o Pai tem em mim e também lhe agradeço a liberdade que o Pai me dá. 

Carminho S, 5A

Querido Amor Futuro

Exploring the light: hearts

Creative Commons License Philippe Teuwen via Compfight

14/02/2017

     Querido Amor Futuro,

     Eu não sei onde estás, nem onde vives, mas no futuro vamo-nos encontrar… Eu não vou pensar mais, mas sim, vou-te imaginar!

     Serás loiro, tens os olhos azuis. És um amigo simpático, extraordinário, pensativo e comovente!

     A nossa casa seria uma casa gigante, com piscina, jacuzi, com um amplo jardim e um parque enorme.

     A nossa família seria numerosa, com oito filhos: quatro meninas e quatro rapazes. Os nomes seriam: Mariana, Margarida, Maria do carmo, teresa; Manel, João, António e Francisco. Sempre, a seguir ao jantar, íamos deitar os nossos oito filhos e, depois, víamos televisão, os dois deitados no sofá.

     Quando um de nós fosse embora, em trabalho, todas as noites falávamos por video e contavas-me todas as tuas aventuras e diversões. Quando olhássemos um para o outro, sentíamo-nos únicos e felizes.

Maria M, 6B

Aquela Nossa Paixão

I <3... M&Ms!

Creative Commons Licensekrheesy via Compfight

14-02- 2017

     Querido Amor Futuro,

     Não sei quem és, nem onde estás, mas sei que estás aí algures e o meu coração está já contigo e sei que nos vamos encontrar. Imagino-te simpático, amigável, rodeado de amigos e amigas; loiro, com sardas, com olhos verdes, sonhadores, como uma lagoa tranquila, rodeada de verdura e refletindo o céu – mas, sejas tu como fores, irei sempre gostar de ti.

     Poderás sempre contar comigo para o que der e vier. Quando a mim, eu sou simpática, prestável, fiel, divertida e muito faladora.

      Gostaria que a nossa casa fosse grande, com três andares, uma piscina com escorrega e um grande jardim, uma casa linda e com uma boa decoração.

     Queria ter quatro filhos: duas gémeas e dois gémeos; um cão, três peixes, uma tartaruga e uma coelha.

     Se estivermos longe um do outro, iremos falar todo o dia  e noite e cada um trará lembranças para o outro. Também precisamos de alguns momentos a sós, para falarmos calmamente, sem ninguém nos interromper. Hoje, ao pensar em ti, descobri que nos teus olhos está o meu reflexo, nos teus braços a minha segurança e nos teus abraços está a minha confiança.

Maria B, 6B

A Cave – I

Masses / Quadrature (DE)

Ars Electronica via Compfight    

      Lá estava eu, escondido numa cave de um amigo da escola. O pai dele tinha-nos deixado esconder ali, até ao fim da guerra. Depois do recolher obrigatório (1),  o meu amigo James descia até à cave, com comida, os livros da escola  e brinquedos. Ele ensinava-me o que tinha aprendido, jogávamos com soldados  e fingíamos que os Ingleses e Americanos começavam a conquistar território aos alemães. Mas depois  lembrávamo-nos sempre dos submarinos alemães (2) que afundavam os barcos americanos que traziam armas, comida e outros mantimentos que eram necessários lá em França.

        Um dia, enquanto brincava com o James aos soldados, a Militia (3) entrou pela porta: agarraram no pai de James e começaram a interrogá-lo. Aparentemente havia suspeitas de judeus e, se nos encontrassem, matar-nos-iam  a sangue frio. Estes eram as pessoas que não tinham qualquer problema em matar quem quer que fosse. Eles dirigiram-se à porta da cave, mas eu, a minha mãe, a minha irmã e o meu pai já tínhamos descoberto sítios perfeitos para nos escondermos. Fizeram uma revista ao de leve, empurraram umas caixas, olharam por um bocado, mas depois foram-se embora. A Cave providenciava muitos esconderijos devido à sua dimensão e à quantidade enorme de caixas.

      Algum tempo depois, as tropas alemãs tinham começado a perder território na Rússia e o Reino Unido estava a conseguir, aos poucos, entrar na Europa. Muitos espiões  entravam por Portugal, mas a maior parte eram mortos pouco depois de entrar na Alemanha, devido a serem descobertos. 

     (1) Em França, enquanto foi dominada pelos Alemães, existiram horas de recolher obrigatório.

     (2) Estes submarinos patrulhavam o oceano Atlântico e afundavam qualquer navio americano que tentasse aproximar-se da Europa.

     (3) Polícia francesa que fazia todo o trabalho sujo que a polícia normal não conseguia; trabalhavam a favor dos Alemães.

(Continua)

(3º TS de Português)      Rodrigo L, 8B

 

Na Vida, o Amor

   Sunset love

Creative Commons License Dani Vázquez via Compfight

       Um dia, tu encontras uma pessoa, sentes que deves conhecê-la e resolves dar um passo difícil, a primeira palavra: “Oi”.

     E depois da alegria de uma boa resposta e de uma boa conversa, surge o primeiro sinal de amor: a amizade.

     Mas depois de alguns momentos incríveis e de algumas conversas especiais, o amor evolui, e, sem saberes como, tu começas a gostar dessa pessoa. E vocês conversam… e conversam mais. E a amizade evolui para o amor. E depois de um pedido e de um “sim”, a amizade evolui de amor para namor. E depois de muita coisa dar certo, o amor evolui para um novado… e um casamento.

     E, ao contrário do que muitos pensam, é aí que o amor começa a evoluir de verdade. E depois de um tempo no casamento, o amor torna-se à prova de dificuldades. E tu aprenderás a partilhar os teus sonhos e a amar sonhos que não são exatamente teus. E o amor evoluirá para um amor ás costas da vida, ao lado da pessoa que aceitou amar o mundo contigo.

     E depois de um tempo, aprenderás um novo amor: viverás momentos novos, emoções novas e novas mudanças… sempre bem acompanhado. Assim, o amor viverá através dos anos e, ao invés de diminuir, se tornará mais intenso.

     E depois de viveres toda a tua vida, o teu tempo acabará. E a única coisa que levarás é o amor que cultivaste. E a única coisa que deixarás será o exemplo de teres amado.

Lara B, 9A

Amigos, há Amor?

Therapy

Dianne Lacourciere via Compfight

Com Amigos, há amor, há esperança para a vida…

Existem amigos para tudo, e mesmo que não estejamos bem, eles nos ajudam de todas as maneiras possíveis.

A amizade é um sentimento bom, é aquele sentimento de amor pelo outro e do outro por nós.Um coração muito pequeno, que não vemos, nem sentimos.

Agora, eu pergunto: e o Amor? O Amor não é na totalidade, é quele amor de confiar no outro, Confiar na pessoa que achas que é teu amigo… aprender a cuidar do outro, pela vossa amizade.

Lara B, 9A

As Estações do Ano

One Path, Four Seasons

Steven Feather via Compfight

     A minha estação do ano favorita é o verão. No verão gosto de fazer castelos de areia na praia com o meu irmão e também gosto de fazer pontes de areia para fazer passar água por baixo.

     Do Outono, eu não gosto muito, porque é frio, mas eu gosto de apanhar folhas porque acho o seu formato muito bonito e também gosto do seu tom alaranjado. Então apanho-as e colo-as num caderno que tenho em casa.

     No inverno, eu adoro ter a lareira acesa, sempre embrulhada numa mantinha quentinha, mas a única parte que eu não gosto é de passear o meu cão, porque lá fora está frio e então tenho que pôr luvas e cachecóis e o meu cão passa frio. Mas mesmo assim, gosto, até porque é no inverno que é o Natal e recebo prendas!

    E depois, passa-se para a Primavera: um tempo  nem muito quente nem muito frio. Então eu gosto de saltar à corda lá fora, para ver as flores que nascem.

(Aluna Visitante) Carolina C, 7

Querido Amor Futuro

     Be the Scenery

Aikawa Ke via Compfight

      Querido Amor Futuro,

    Não sei quem és, nem onde estás, mas sei que existes em algum lugar. Hoje, na véspera de S. Valentim, dedico-te este contorno da minha expectativa, esperando que, de algum modo, a minha abertura ao desconhecido possa atrair-te e tocar-te o coração. 

     A nossa paixão, a princípio, levar-nos-á na crista viva da sua onda envolvente e sem qualquer esforço nos julgaremos um do outro para sempre.

    Depois começará a tarefa interminável de transformar essa força num amor encarnado na nossa própria história.

     Podemos lançar mão de todos os recursos, mas creio que na base estará sempre o sentido da solidão intransponível de onde brota a graça e a surpresa de seres tu para mim e eu para ti.

    Essa dimensão é secreta e cresce para o infinito, mas pode e deve ser alimentada com a essencial contribuição do coração ardente que se aproxima de nós no voto de se demorar por toda a vida.

     É a forma do “sim” que configura o nosso horizonte partilhado: por isso, ele permanece aberto e em permanente movimento para mais longe.

OE

Aventura Selvagem – XV

     Riley's reaction to last nights US presidential debate.

Valerie via Compfight

      As irmãs estavam muito felizes. A mãe perguntou se queriam ir ao ZOO e, como elas não sabiam o que era, quiseram ir.

      Quando chegaram, viram aqueles animais todos presos e quiseram logo soltá-los. Passaram por portas secretas, lasers, animais, só que estes não lhes fizeram nada. Até às 9h00, já tinham aqueles animais todos soltos. A mãe gritou:

     – Filhas! Vão já para a limousine!

     A Sofia, que era a Escura, perguntou:

    – O que é que fizemos?

    – O que vocês fizeram foi soltar os animais todos.  – Disse a Mãe.

    A Sabrina, que era a Loba Selvagem, embora os pais trocassem os nomes delas, disse:

     – Eles são animais exóticos, não podem ficar aqui presos para sempre.

    Depois de chegaram a casa, a Sabrina saiu, foi ver a cidade e conheceu um rapaz que se chamava Michael e que era rico: ganhava, por semana, mais ou menos 100 000 000 000 000 000 500 euros. 

     Ficaram logo amigos: o Michael tinha olhos azuis claros, o cabelo loiro e roupa casual: era um casaco preto com uma camisola branca e calças de ganga, que era o estilo da Sabrina. O Michael perguntou:  

     – Queres que te leve para casa?

     – Obrigada, mas eu vou de outra maneira; se quiseres, podes vir comigo. – Respondeu a Sabrina.

     Sabrina chamou a sua pantera e disse a Michael:

     – Queres vir ou ficas aí a olhar para o nada?

     Michael subiu muito apressado para o dorso da pantera e Sabrina avisou:

     – Agarra-te!

     Passados dez minutos, já estavam em casa e a Sabrina perguntou:

     – Queres entrar?

Margarida L, 6A

Conversas na Oficina: “As Super-Heroínas”

Imagem: Oficina de Escrita

Maria – Alguns de nós formamos uma Banda: a Francisca, o Tomás e a Maria são os Produtores; a Madalena, a Joana, a Vitória e a Inês somos as cantoras. Todas cantamos, mas a Inês tem um instrumento: as Maracas.

Drogue

Joana – Já fizemos duas músicas: “Não desistas do teu Sonho” e “Nós Vamos Ganhar”. Isto ainda é só o início da letra:

 Todos –  As “Super-Heroínas” formam uma Banda

E nenhuma de nós manda.

As Super-Heroínas são as melhores do mundo:

Não param de cantar nem um segundo!

Este vai ser um dia profundo:

Vamos inventar a melhor música do mundo!

Estamos a rimar e nunca vamos parar,

A Malta cá em casa está-nos a acompanhar,

Pois isto nunca vai parar!

 Refrão 

Não, não desistas,

Nós não vamos desistir!

Segue o teu sonho,

E não pares de sorrir!

2x

A Banda das Super-Heroínas

Faz-te divertir, curtir e sentir uma Super-Heroína

E agora só nos falta, dominar a malta

E vencer a ribalta! As Super-Heroínas fazem música

Para te divertires e curtir!

Não te vamos desiludir:

Vamos dar um passo em frente,

Sempre sem mentir! 

 Refrão 2x 

Super-Heroínas Oh, Oh, Yeeh!

Tomás, Maria, Francisca, Madalena, Joana – 3º Ano

Os Pequenos Visitantes da Oficina

Imagem da boneca: Alluka Zoldyck via Compfight

Compreender a Tristeza destes meus Alunos

Maple Street Playground

Ryan Alexander via Compfight

Cascais, 27/02/13

       Exmo Sr. Presidente da Câmara,

     Gostaria de colocar um campo de futebol no meu Colégio, pois não tenho dinheiro suficiente para o conseguir comprar, para os meus queridos alunos.

     Senhor Presidente, espero que pense bem neste assunto, pois os meus alunos querem divertir-se nos recreios de 10, 20 minutos e de 1h 30. Também preciso de melhores condições escolares: salas, mobiliário…

     Sr. Presidente da Câmara, mais uma vez, pense bem neste assunto: ao todo é uma despesa de 5 mil euros com as salas e de 10 mil euros para o campo, uma despesa total de 15 mil euros. Obrigada por ter lido esta carta.

Vasco L

Candidato a Presidente da Câmara.

PS – Espero que compreenda a tristeza destes meus alunos.

Vasco L, 7A 

Um Tubarão na Praia

     Shark!

duncan c via Compfight

      Era uma vez uma menina  e um menino que estavam a fazer um castelo. Ela chamava-se Matilde e ele Santiago; eles estavam a brincar, quando apareceu um rapaz que começou a cantar para a Matilde e o Santiago.

     O miúdo estava a cantar para eles e, de repente, no mar apareceu um tubarão que diz:

     – Eu quero esta ilha para mim, senão como-vos!

     Eles ficaram tão assustados que fugiram. Ele já tinha devorado o castelo delas e a Matilde começou  a chorar.

      A Matilde e o Santiago, quando foram embora, viram que afinal não era um mnstro a sério: era a Beatriz e a Joana vestidas num fato de tubarão! Logo de seguida, as crianças voltaram a aparecer!

Mariana C, 6A

O Mendigo e a Jovem

     Don't go breaking my heart - Macro Mondays

Creative Commons License Feathering the Nest via Compfight

     Era uma vez uma jovem que estava  a passear o seu cão, quando viu um mendigo a pedir esmola. Ela ficou tão cheia de pena que lhe deu 10 euros.

     O mendigo, que se chamava Manel, agradeceu à Cláudia, a qual depois o convidou e foram almoçar fora. No restaurante, as pessoas começaram a olhar de lado para ela. A Cláudia começou a mandar vir com as pessoas:

     – Porque estão a olhar?

     O Manel saiu a correr do almoço. A Cláudia foi atrás dele e, quando o viu, beijou-o e a seguir correu para longe. O Manel foi atrás dela.

     A Cláudia estava á beira de um lago de felicidade. O Manel aproximou-se devagar e declarou-lhe o seu amor. Ela disse que sim e invadiu-a uma onda de alegria.

     A partir daí, os pais dela ajudaram-no e eles tiveram um namoro muito feliz.

Mariana C, 6A

O Nosso Milagre

     

     Era uma vez uma família muito normal. Essa família tinha três crianças e dois adultos e era completamente normal, viviam numa casa no campo e eram muito felizes.

     Mas um dia, a filha do meio, durante a madrugada, quando estavam todos a dormir, começou a chorar de dores de barriga. A Mãe, ouviu e foi levá-la ao hospital. E lá foram elas…

     Mais tarde, quando o médico já a tinha visto, disse que não tinha nada, mas na verdade, tinha uma doença muito grave de indigestão. Mesmo assim, a Mãe ficou convencida que filha tinha qualquer coisa, porque sentia as dores.

     Este é o início de um grande filme que aconselho a todos. Conta a vida de uma menina com uma doença rara que, ao cair de uma árvore num buraco de nove metros, curou-se milagrosamente.

Madalena M, 6C